Nesta segunda-feira (13), o presidente Michel Temer convocou a imprensa para fazer breve pronunciamento.
Tratou assuntos como a Operação Lava Jato, afirmando que o governo não tem intenção de interferir no processo. Também disse que afastará provisoriamente o ministro que for denunciado no escândalo e definitivamente se o ministro virar réu.
Outra pauta foi a greve dos policiais militares. Temer chamou a paralisação de “insurgência contra a Constituição”, pois ela veda greve de policiais militares porque são os “garantidores da lei e da ordem”.
Por último, afirmou que o governo está trabalhando em um projeto de lei para regulamentar o direito de greve dos servidores públicos.
Sem abertura para perguntas de jornalistas, o pronunciamento durou cerca de 8 minutos.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.