O atual prefeito de Piraquara, Marcus Tesserolli, mais conhecido como “Professor Marquinhos”, moveu uma ação contra o município em 2005, quando ainda atuava como engenheiro concursado.
Dois anos depois a Prefeitura foi condenada a pagar uma indenização, porém, o pagamento nunca foi feito e teve várias alterações no valor. Iniciando com R$ 106 mil a indenização passou para R$ 2,2 milhões, o procurador da época, Denilson de Mattos, nunca questionou o aumento exagerado, enquanto em outras ações em que o Município é réu, houve manifestação normal. O atual procurador não soube esclarecer a ausência de manifestação da Prefeitura no processo.
A Prefeitura está apurando a razão da omissão e o assunto poderá ser discutido na sessão da Câmara Municipal de Piraquara no dia 25 de abril.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *