Nessa segunda-feira (15/05) o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi indiciado pela Polícia Federal pelo crime de corrupção passiva por suposta participação na venda de uma medida provisória em inquérito da Operação Zelotes.
A defesa de Lula repudia “toda e qualquer ilação” do envolvimento do ex-presidente com atos ilícitos e consideraram que o indiciamento faz parte da “perseguição política”.
Foram indiciados outros doze investigados, entre eles os ex-ministros Gilberto Carvalho e Erenice Guerra e os empresários Carlos Alberto de Oliveira Andrade, da CAOA, e Paulo Ferraz, da Mitsubishi. Todos negam o envolvimento em atos ilícitos.

Foto: Eraldo Peres

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.