Os procuradores da Operação Lava Jato protocolaram documentos que mostram mais de 20 reuniões e viagens de Lula com diretores da estatal, incluindo Paulo Roberto Costa e Renato Duque e Jorge Zelada, já condenados na Lava Jato.
A defesa do ex-presidente informou que “esses papéis não provam nada contra Lula”.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *