A partir de quarta-feira (21/06), o juiz federal Sergio Moro, responsável pela Lava Jato em primeira instância no Paraná, poderá sentenciar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e outros seis réus no processo envolvendo o tríplex no Guarujá.
Uma possível condenação por Moro não torna Lula imediatamente inelegível para 2018. Pela lei Ficha Limpa, o candidato só está impedido de concorrer nas eleições se houver uma condenação por um colegiado em segunda instância. Neste caso, seria preciso uma condenação pela 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4).

Foto: Marcelo Camargo

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *