Por 2 votos a 1 o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), absolveu em segunda instância o ex-tesoureiro do Partido dos Trabalhadores (PT) João Vaccari Neto.
O juiz Sérgio Moro havia definido pela de 15 anos e 4 meses de reclusão por por suposto recolhimento de propinas em contratos da Petrobrás com a Sete Brasil.
São os juízes que decidiram pela absolvição, Leandro Paulsen e Victor Luiz dos Santos Laus. O relator João Pedro Gebran Neto pediu a condenação de Vaccari. “A Justiça foi realizada, porquanto a acusação e a sentença basearam-se, exclusivamente, em palavra de delator, sem que houvesse nos autos qualquer prova que pudesse corroborar tal delação”, disse o advogado Luiz Flávio Borges D’Urso, que representa Vaccari.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.