Movimentos sociais como o “Curitiba contra a corrupção”, o “Lava Togas” e o “Vem pra rua” organizaram um evento para esta sexta-feira, dia 07 de julho, com o nome “repúdio a impunidade em frente a casa do Fachin”.
O ato se dá por conta das recentes decisões do Judiciário relacionadas à Operação Lava Jato. Uma das organizadoras do protesto, Narli Rezende, explica o motivo. “Contra a soltura de Rodrigo Rocha Loures… o Aécio está solto, a irmã de Aécio, que está solta. Então nós vamos fazer um ato contra o STF, especialmente contra o Fachin, que é nosso, é paranaense, é o relator da Lava Jato do Supremo, contra o Tribunal Superior Eleitoral também, que isentou a chapa Dilma Temer, e contra o TRF4, que soltou o Vacari”, afirmou.
O protesto está programado para acontecer em frente à casa de Curitiba do ministro do STF, Edson Fachin, relator da Lava Jato na Corte, às 19h. A manifestação é simbólica e a orientação é que os participantes vistam preto.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *