Após a denúncia de várias famílias, foi constatado que havia um grupo que aplicava golpes em Curitiba com a promessa de venda de vagas na fila da Companhia de Habitação Popular (Cohab).
O golpe era aplicado por pelo menos uma funcionária da prefeitura, ela prometia prioridade na aquisição de casas populares a quem pagasse valores diversos – entre R$ 2 mil a R$ 35 mil, porém as casa não eram entregues no prazo combinado. Pelos registros o esquema estava sendo feito há pelo menos quatro anos e quase 350 famílias foram vítimas do grupo.
No dia 7 de junho um grupo de vítimas foi à Cohab para denunciar o esquema. Desde então, a companhia instaurou uma comissão especial de processo administrativo disciplinar e passou a ouvir formalmente as famílias que pagaram por uma vaga na fila da habitação popular.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *