Na semana passada, circularam fotos do Palácio Garibaldi com uma estrutura transparente colocada à frente de sua fachada. Logo se descobriu que se tratava do casamento da deputada Maria Victoria (PP), marcado para esta sexta-feira (14/07).
De acordo com o Artigo 15 da Lei Estadual 1.211/53, é proibida a construção de estruturas que impeçam ou reduzam a visibilidade de prédios tombados, como é o caso do Palácio Garibaldi, sem que haja uma autorização da Divisão do Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural do Paraná. O pedido de autorização foi enviado na tarde de sexta-feira (07/07). A permissão depende da análise que os técnicos estão realizando no local.
Além da obra, foi descoberto a lista de presentes da deputada, onde se encontram objetos com valores exorbitantes, como é o caso de uma garrafa térmica de prata que custa R$ 2,3 mil.
O casamento de luxo pode contar com a presença do presidente Michel Temer.

guazelli

Todos Posts

1 comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.