Por dar falso testemunho em um processo judicial em que atuava como testemunha, o vereador Valmir José Matozo (PSC), de Balsa Nova, na Região Metropolitana de Curitiba, foi denunciado pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR), por meio da 2ª Promotoria de Justiça de Campo Largo.
As informações falsas foram feitas no primeiro depoimento que prestou à 1ª Promotoria de Justiça de Campo Largo, Matozo afirmou ter recebido uma oferta para votar em Joel Bathke (PMDB), que concorria à presidência da Câmara. Entre as supostas vantagens estariam a contratação de pessoas em cargos comissionados e a contratação de uma empresa do irmão de Matozo, além de R$ 200 mil.
Quando o parlamentar foi questionado sobre o mesmo tema, durante uma audiência na Justiça, a versão mudou e Matozo afirmou que foi apenas convidado para conversas com Batke, mas que não recebeu qualquer tipo de oferta de vantagem indevida.
Caso seja condenado pelo crime de falso testemunho, o vereador poderá ficar até quatro anos preso.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.