Com 263 votos a 227, a Câmara dos Deputados recusou o pedido de autorização para abertura de processo penal feita pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, com base na delação premiadas do empresário Joesley Batista, contra o presidente Michel Temer por corrupção passiva.
A sessão foi iniciada logo depois das 9 horas, com os debates conduzidos por um número pequeno de deputados que se inscreveram para falar. Pouco depois do meio-dia, o plenário encerrou essa fase de debates e passou à orientação dos votos das bancadas. A votação começou às 18h19 e encerrou 21h51.
Com o arquivamento da denúncia, Temer só poderá responder pelo crime de corrupção passiva do qual é acusado quando acabar seu mandato.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.