Mais de 2,3 milhões de eleitores amazonenses voltaram às urnas neste domingo (06/08) para escolher um novo governador após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) confirmar a cassação do mandato do ex-governador José Melo (Pros) e do vice Henrique Oliveira (SD), por compra de votos nas eleições de 2014.
Segundo a Justiça Eleitoral, com 100% dos votos apurados, o candidato Amazonino Mendes (PDT) teve 38,77% dos votos válidos e Eduardo Braga (PMDB) recebeu 25,36%. Assim, os dois enfrentarão o segundo turno no dia 27 de agosto.
Segundo o calendário eleitoral, a posse da nova chapa será no dia 06 de outubro, mas por determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, os eleitos só poderão assumir a posição depois que os recursos dos políticos cassados forem julgados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.