Um policial civil do Paraná entrou na justiça e conseguiu garantir o reajuste salarial de 8,5% que deveria ter sido pago em janeiro de 2017, mas que foi suspenso pela Assembleia Legislativa a pedido do governo Beto Richa (PSDB). A 4ª Turma Recursal do TJ reconheceu o direito adquirido do servidor e a irredutibilidade dos vencimentos.
A ação é individual, mas há centenas de outras com o mesmo teor tramitando no Judiciário. Segundo o advogado Edson Antonio Lenzi Filho, que representa o policial, há uma forte tendência de todas terem o mesmo resultado.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *