O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, intimou a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS) a depor, no dia 23 de agosto, como testemunha na ação penal aberta contra o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ).
Bolsonaro é réu no STF pela suposta prática de apologia ao estupro e por injúria. Em 2014, ele afirmou, na Câmara e em entrevista a um jornal, que Maria do Rosário não merecia ser estuprada porque ele a considera “muito feia” e porque ela “não faz” seu “tipo”.
Ao analisar a denúncia da Procuradoria Geral da República (PGR) e a queixa da própria deputada, a Primeira Turma da Corte entendeu que, além de incitar a prática do estupro, Bolsonaro ofendeu a honra de Maria do Rosário.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.