Nesta quarta-feira (17/08) foi protocolado pelos advogados de Luiz Inácio Lula da Silva, um documento pedindo ao juiz Sérgio Moro a suspensão dos interrogatórios relacionados à 2ª ação penal contra o ex-presidente que investiga se a doação de um terreno em São Paulo e a compra de um apartamento em São Bernardo do Campo foram propina da Odebrecht.
Um dos motivos para o pedido de suspensão é a apresentação de documentos por parte da força-tarefa que, de acordo com a defesa, estão “sem qualquer indicação de origem nem sequer uma mínima referência a respeito no petitório”.
A defesa quer que esses documentos sejam retirados do processo e, caso isso não seja deferido pelo juiz Sérgio Moro, requer que os procuradores indiquem a fonte dos documentos para realização de perícia e reinquirição das testemunhas.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.