Após os advogados do casal Monica Moura e João Santana pedirem o desbloqueio de seus bens alegando dificuldades financeiras, o juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato na primeira instância, liberou R$ 10 milhões dos R$ 28,7 milhões retidos pela Justiça Federal.
Monica e João Santana já foram condenados duas vezes pela Operação Lava Jato pelo crime de lavagem de dinheiro e cumprem a pena em liberdade provisória desde agosto deste ano. Em abril, eles tiveram o acordo de delação premiada homologado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).
Ao tomar a decisão, Moro disse que a defesa “juntou elementos aptos a demonstrar de que concordou com a repatriação e o perdimento dos valores bloqueados na Suíça”. O juiz confirmou que os publicitários “assinaram todos os documentos necessários à efetivação dessas medidas”. Segundo o magistrado, o Ministério Público Federal (MPF) confirmou que o casal tomou “as providências necessárias” para a repatriação da quantia.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.