Acusado pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR) de manter um contrato superfaturado para a digitalização do acervo físico da Câmara, e receber pagamentos mensais de R$ 22 mil em propina quando era presidente da casa, o vereador Valdeir José Pereira (PHS), conhecido como Maringá, teve o mandato cassado após votação na Câmara Municipal de Arapongas, no norte do Paraná, na noite de quinta-feira (17/08).
O relatório final da Comissão Processante defendia a cassação de Pereira e, por unanimidade, os outros parlamentares decidiram cassar o mandato dele sob a acusação de corrupção. O advogado de Pereira informou que vai recorrer da decisão.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.