Na manhã desta terça-feira (22/08) a Câmara de Curitiba aprovou por unanimidade a instauração de uma Comissão Processante analisará as denúncias contra a vereadora Katia Ditrich (Solidariedade) que foi acusada por seis ex-funcionários de se apropriar de parte dos salários pagos aos comissionados.
A Comissão Processante foi escolhida por sorteio, será presidida pelo vereador Cristiano Santos (PV), o relator será Osias Moraes (PRB) e o terceiro membro do colegiado é o vereador Toninho da Farmácia (PDT).
Katia nega as acusações e em seu discurso falou que as denúncias são um complô do vereador Zé Maria (Solidariedade), seu suplente no mandato, junto a seus ex-assessores.
A comissão tem o prazo de 90 dias para concluir seus trabalhos e a pena máxima que pode ser aplicada é a perda de mandato.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.