Depois de Katia Ditrich (SD) e Thiago Ferro (PSDB), o Ministério Público do Paraná está investigando mais duas denúncias contra vereadores de Curitiba, que são suspeitos de exigir parte dos salários de ex-assessores. As acusações agora são contra Geovane Fernandes (PTB) e Rogerio Campos (PSC).
Neste caso, um ex-assessor de Fernandes disse, sem se identificar, que devolveu parte do salário ao parlamentar durante três meses. Segundo ele, os valores começaram em pouco mais de R$ 1 mil e chegaram a atingir R$ 3 mil. O vereador também teria exigido parte dos salários de outros quatro funcionários.
Já um ex-assessor de Campos, diz que ele e os colegas também eram obrigados a repassar parte dos salários. “Às vezes até passava da quantia X que foi combinada lá no início. O normal era R$ 1,5 mil, mas acho que chegava a R$ 1,8 mil”, diz.
O caso foi encaminhado para a Promotoria de Defesa do Patrimônio Público, do MP-PR e corre sob sigilo. Os promotores já pediram à Câmara mais informações sobre os dois assessores que fizeram as denúncias.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.