Na tarde desta terça-feira (03/10) o ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, rejeitou um pedido feito pela defesa do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) para suspender seu afastamento parlamentar.
Fachin argumentou que não é possível admitir mandado de segurança quando ainda há possibilidade de recorrer da decisão, como no caso de Aécio.
A decisão de Fachin foi anunciada horas depois de a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, optar por manter Fachin como relator do caso.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *