Nesta terça-feira (31/10) o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu a decisão da Justiça Federal do Rio de Janeiro que havia determinado a transferência do ex-governador Sérgio Cabral (PMDB) para o presídio federal de Campo Grande (MS).
Após suspender provisoriamente a transferência do ex-governador, o ministro do STF encaminhou o habeas corpus à Procuradoria Geral da República (PGR) para que o Ministério Público se manifeste sobre o caso em até dois dias.
A transferência foi solicitada pelo Ministério Público Federal depois que Cabral fez comentários sobre a atividade empresarial da família do juiz Marcelo Bretas, responsável pelos processos da Lava Jato no Rio, durante uma audiência judicial na semana passada.
A decisão liminar (provisória) de Gilmar Mendes terá validade até o caso ser julgado pelo STF.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.