A Câmara dos Deputados desembolsa, mensalmente, cerca de R$ 127,8 mil em aposentadoria para dez ex-deputados federais que tiveram o mandato cassado.
O pagamento não é ilegal, e o benefício é abastecido com contribuições dos próprios parlamentares e em parte com dinheiro público.
Dos dez parlamentares, nove tiveram o mandato cassado por envolvimento em acusações de corrupção ou improbidade administrativa.
Esse número pode aumentar se o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), decidir conceder o benefício ao ex-deputado José Dirceu (PT-SP), condenado a mais de 30 anos de prisão na Operação Lava Jato.
Dirceu contribuiu por 35 anos e entrou com um pedido de aposentadoria como ex-deputado, no valor de R$ 9.646,57 mensais.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.