Os dois maiores sindicatos que representam os servidores municipais vão cobrar na Justiça o pagamento do reajuste que não foi concedido pelo prefeito Rafael Greca (PMN). Com a aprovação do pacote de ajuste fiscal, a data-base foi postergada do mês de março para o dia 31 de outubro, mas mesmo assim a administração municipal não concedeu reajuste ao funcionalismo. O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba (Sismuc) optou por ingressar com uma ação judicial em uma assembleia da categoria realizada na noite desta quarta-feira (29/11).
O Sismmac, que representa os professores municipais, também vai adotar o caminho da demanda judicial. Os detalhes das ações judiciais serão debatidos na assembleia da categoria que vai acontecer no fim da tarde desta quinta-feira (30/11).
De acordo com informações do Sismmac, o departamento jurídico do sindicato já está finalizando as peças jurídicas necessárias para entrar com a ação no início de dezembro. Duas situações distintas em relação ao reajuste serão judicializadas: a mudança da data-base para outubro e a ausência de negociação efetiva e de reposição salarial.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *