O deputado estadual Requião Filho foi à Procuradoria-Geral da República pedir explicações sobre a investigação da Operação Quadro Negro que tem na mira o dinheiro desviado da construção de escolas públicas pagas pelo governo do Paraná.
Requião Filho perguntou à procuradora-geral Raquel Dodge, que responde pela chefia do Ministério Público: por que, afinal, o promotor Carlos Alberto Choinski foi retirado das investigações?
A transferência de Choinski aconteceu, casualmente, logo depois de ele notificar dois dos políticos mais próximos ao governo Beto Richa: o deputado estadual Plauto Miró e o chefe da Casa Civil do governo do estado, deputado fedceral Valdir Rossoni.
O Ministério Publico local, chefiado por Ivonei Sfoggia, diz que não foi nada demais e que a remoção inclusive teria sido pedida pelo próprio Choinski. O promotor diz que a coisa foi bem diferente e que não pediu remoção. Dodge agora pode investigar o caso por conta própria.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.