O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, desembarcou nesta manhã (11/01) em Curitiba para se encontrar com o presidente estadual Osmar Dias, pré-candidato do partido ao governo.
Osmar quer ser liberado para apoiar da candidatura do irmão senador Alvaro Dias à presidência da República pelo Podemos e não ficar comprometido com Ciro Gomes, o candidato do PDT ao Palácio do Planalto.
Lupi terá de concordar com tais condições, caso contrário a tendência de Osmar é tomar outro rumo partidário, que ainda não definiu. Se Lupi não aceitar a imposição, o PDT corre o risco de perder talvez o único candidato viável ao governo de um estado importante em troca da distante possibilidade de Ciro Gomes se eleger presidente da República.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.