O governador Beto Richa terá que tomar uma decisão – manter ou não manter o delegado federal Wagner Mesquita como secretário da Segurança Pública. Os oficiais da Polícia Militar mandaram uma carta ao governador em que dizem “o atual secretário não tem mais respaldo junto aos efetivos das unidades vinculadas à SESP, sendo inevitável sua substituição.”
A carta é assinada pelo presidente da Associação dos Oficiais da Polícia Militar (Assofepar), coronel Izaías de Farias. O comandante da PM, coronel Maurício Tortato, é um dos integrantes da Associação. No ano passado, Mesquita tentou tirá-lo do posto, mas um forte movimento interno da corporação levou Beto Richa a mantê-lo e a liberar o secretário para tomar a decisão sobre seu próprio destino. Mesquita, apesar do recado, preferiu ficar.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.