Por unanimidade, os ministros da Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília, receberam nesta quarta-feira (21/02) uma denúncia contra o desembargador do Paraná Luis César de Paula Espíndola, por lesão corporal decorrente de violência doméstica.
Além da abertura da ação penal, os ministros do STJ, por maioria, também determinaram o afastamento do magistrado do Paraná, até o julgamento do mérito do caso. O Tribunal de Justiça do Estado do Paraná (TJ-PR) é composto por um total de 120 desembargadores.
No âmbito do STJ, o inquérito envolvendo o magistrado foi aberto em junho de 2014 e, em abril de 2016, o Ministério Público Federal (MPF) ofereceu a denúncia, agora recebida.

Foto: Gustavo Lima

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.