Até a próxima segunda-feira (19/03), deve chegar na Assembleia Legislativa o projeto do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) que gratifica com até um terço a mais no salário magistrados que acumulem “jurisdição, funções administrativas ou acervo processual”. E tudo indica que, na sequência, será a vez de o Ministério Público Estadual (MP-PR) encaminhar proposta idêntica para análise dos deputados estaduais.
O tema já recebeu sinal verde do Colégio de Procuradores, a quem cabe a aprovação de questões administrativas e financeiras do MP. Com o aval, a criação da nova gratificação está sendo debatida internamente no órgão e, nos próximos dias, também deve ser encaminhada ao Legislativo estadual. O principal argumento é que a legislação garante isonomia e simetria entre as carreiras do Judiciário e do Ministério Público.
Apesar de o tema já estar sendo discutido há mais de um mês, o TJ se nega a informar quanto a medida custará aos cofres públicos.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.