O ex-prefeito de Curitiba Gustavo Fruet (PDT) disse que em outubro será candidato a deputado federal. Ele disputará a cadeira pelo PDT, partido ao qual se filiou em 2012.
Segundo ele, optou por tentar retornar à Câmara Federal – onde já esteve por três mandatos – porque a Casa deve ser protagonista na construção de uma agenda que dê algum fôlego ao processo político. Sem grandes esperanças para soluções no curto prazo, Fruet diz que não é possível ainda falar em recuperação da credibilidade das instituições, mas para ele a discussão de futuro do país deve começar por algum lugar e ele está certo de que esse lugar é a Câmara Federal.
Para conseguir espaço, o caminho da Câmara parece a opção mais segura; por ele, Fruet evita a acirrada disputa por uma das duas vagas do Paraná ao Senado e, se vencer, volta para um espaço político já conhecido, onde conseguiu postos de destaque, como, por exemplo, a sub-relatoria da CPI dos Correios, que investigou os desvios do mensalão em 2005 e 2006.
Esta será a primeira eleição de Fruet após ter sido derrotado nas eleições de 2016, quando nem passou ao segundo turno da disputa pela prefeitura de Curitiba e perdeu mais de 400 mil votos em relação ao pleito que o elegeu prefeito, em 2012.
Ele diz que após superado o período do luto, tem se dedicado à advocacia e também dado algumas aulas em cursos de Direito. Além disso, Fruet tem ido a cidades próximas à Curitiba, onde trabalha na construção de sua base eleitoral. Nessas viagens, angaria apoios e dá palestras sobre temas como o pacto federativo e a reforma política.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *