O acampamento de apoio ao ex presidente Lula, preso na Operação Lava Jato, localizado no bairro Santa Cândida, foi alvejado com vários tiros por volta das quatro horas da manhã, segundo a coordenação da vigília. Duas pessoas foram atingidas, sendo uma delas – de nome Jeferson – hospitalizado com um tiro no pescoço.

A informação que foi repassada para a imprensa, é de que havia uma movimentação maior de carros passando pelo local, desde as 2h00 – gritando palavras de ordem e provocações. Ele estava consciente, sem risco de risco de vida, perdeu bastante sangue, a bala perfurou, mas não ficou alojada. No acampamento estávamos na porta na segurança, um carro passou e voltou atirando”, informou o segurança que estava no local e acompanhou uma das vítimas ao Hospital do Trabalhador.

Nós desmanchamos o acampamento cumprindo ordem oficial. Fizemos a opção de ir para um terreno e seria garantida a segurança. Agora o que cobramos da Secretaria de Segurança Pública é investigação, que identifique o atirador”, disse Dr. Rosinha, presidente do PT Estadual e integrante da coordenação da vigília, em nota publicada na página oficial do acampamento.

A Secretaria da Segurança Pública do Paraná informou, por meio de nota enviada ao Verdade&Expressão, que na madrugada deste sábado (28), segundo as primeiras informações, um indivíduo a pé efetuou disparos de arma de fogo contra o acampamento de manifestantes simpatizantes ao ex-presidente Lula. Uma pessoa foi ferida e levada para o hospital. Um tiro acertou um banheiro químico e os estilhaços feriram, sem gravidade, uma mulher no ombro. Peritos da Polícia Cientifica do Paraná, policiais militares e da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil, estiveram no local. Foram recolhidas cápsulas de pistola 9 mm. Foi aberto um inquérito para apurar o caso.

Reportagem: Pedro Lima

Imagem publicada na página oficial do acampamento.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.