Desde o dia 13 de março está mais difícil pagar a conta de luz. O contrato firmado entre a Copel e a Caixa Econômica Federal foi encerrada por conta do pedido de reajuste, em 47%, feito pelo banco. Apesar dessa baixa, a Agência Estadual de Notícias informou os locais para o pagamento das faturas no Paraná, porém, não é o que foi visto desde o começo desta semana.

Muitas pessoas estão tendo dificuldades de fazer o pagamento no Correios, por meio do Banco Postal, onde até o mês passado constava na lista divulgada pela Copel. A redação do Verdade&Expressão recebeu diversas reclamações onde os servidores da estatal Correios informavam que o pagamento da fatura deveria ser feita em qualquer loja da Casas Bahia – local onde não recebe sem ser cartão débito/crédito. Quem realmente paga por isso, e muito caro, é o consumidor pois tem que percorrer por todo o centro curitibano, à procura de um local que receba a conta de luz.

O único local para pagamento, situada numa galeria em frente a Praça Tiradentes, até então recebia somente faturas atrasadas, está sofrendo com as filas enormes.

O Verdade&Expressão entrou em contato com a assessoria de imprensa da Copel e aguarda um posicionamento da estatal. 

O que diz o Correios

Os Correios informam que estão recebendo faturas da Copel para pagamento. Porém, devido ao término do contrato temporário de vigilância para as unidades de atendimento que operam o serviço de Banco Postal, no Paraná, as transações que envolvem dinheiro em espécie estão suspensas temporariamente. O contrato definitivo, que prevê a contratação de empresas especializadas em segurança por meio de licitação, está na fase conclusiva, de assinatura pelos vencedores do processo. A previsão é de que nos próximos dias a situação esteja regularizada. As operações realizadas por meio de cartões de débito e crédito ocorrem normalmente.

Reportagem: Pedro Lima.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *