O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) prendeu preventivamente, na terça-feira (15/05), o advogado Túlio Bandeira, que chegou a ser candidato a governador do Paraná nas eleições de 2014 pelo PTC. A ação é parte da Operação Sinecuras, que investiga um esquema de corrupção entre vereadores e funcionários da prefeitura de Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba. O motivo da prisão do advogado não foi revelado.
Túlio Bandeira já havia sido preso na Operação Pecúlio, no início do ano passado, por conta de um esquema de corrupção na prefeitura de Foz do Iguaçu. Em fevereiro, entretanto, o advogado foi solto por decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ).
Ele não é o único preso pela Operação Sinecuras. Em abril, dois ex-prefeitos de Araucária foram alvos de mandados de prisão preventiva: Rui Sérgio de Souza, que já estava preso, e Olizandro José Ferreira.
Três vereadores com mandato – Wilson Roberto David da Mota (PSD), conhecido como Betão; Vanderlei Francisco de Oliveira (DEM), o Vanderlei Cabeleireiro; e Francisco Carlos Cabrini (PP) – e outros sete ex-vereadores estariam envolvidos. Edson Casagrande, que chegou a ser secretário de Beto Richa (PSDB), também foi preso na época. As defesas dos citados negaram irregularidades.

Fonte: Gazeta do Povo

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *