Uma parte significativa da estrutura do Judiciário em Curitiba está de casa nova, no terreno em que funcionou até 2006 o presídio do Ahú. Serão transferidos para o local 13 Varas Criminais de Curitiba, a Central de Custódia, o Plantão Judiciário, as 1ª e 2ª Varas de Execução das Penas e Medidas Alternativas, as 1ª e 2ª Varas de Delito de Trânsito, a Vara de Auditoria da Justiça Militar e os Juizados Especiais. A mudança das estruturas já começou e irá até julho.
São dois prédios no local, um totalmente novo e outro, o do presídio, que foi reestruturado internamente e teve a fachada restaurada. A obra custou R$ 99,5 milhões no total.
O Fórum Criminal até então ocupa um prédio cedido no bairro Santa Cândida. Já os Juizados Especiais funcionam em um espaço alugado no Água Verde e a transferência deve representar R$ 1,9 milhão de economia por ano.
Na nova estrutura, o Ministério Público, a Ordem dos Advogados do Brasil e a Defensoria Pública também terão um espaço reservado.

Fonte: Gazeta do Povo

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *