A governadora do Paraná, Cida Borghetti (PP), afirmou em entrevista à Gazeta do Povo que aguarda um relatório da Divisão de Combate à Corrupção, criada recentemente por ela, para definir o destino do secretário do Cerimonial e Relações Internacionais, Ezequias Moreira, que voltou a ter o nome ligado a escândalos de corrupção, na esteira da Operação Quadro Negro, e permanece no primeiro escalão do Executivo. Ele nega a participação em ilícitos.
Ezequias Moreira foi alçado a secretário pelo ex-governador Beto Richa (PSDB), aliado de Cida nas eleições, mas ela nega ter recebido algum tipo de pressão para mantê-lo no cargo. “Eu dei um prazo de 15 dias para que me tragam um relatório”, reforçou ela.
A declaração foi dada na última passagem da governadora por Brasília, durante um jantar com deputados federais e prefeitos do Paraná, na noite de terça-feira (22/05).

Fonte: Gazeta do Povo

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.