No meio da maior greve dos caminhoneiros, o instituto Vox Populi divulgou ontem a pesquisa de intenção de voto para a Presidência da República. Mesmo estando preso em Curitiba, o ex-presidente Lula (PT), por meio do voto estimulado, permanece em 1º lugar com 39%, seguido do deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) 12%; Marina Silva (Rede) 6%; Ciro Gomes (PDT) 4%; Geraldo Alckmin (PSDB) 3%; Álvaro Dias (PODE) 2%; e por fim Henrique Meirelles (MDB), Manuela d’Avila (PCdoB) e João Amoêdo (Novo) pontuaram com apenas 1%. Ninguém, Branco ou Nulo pontou 21%, número crescente a cada pesquisa divulgada nos últimos meses.

Não pontuaram: Flávio Rocha (PRB), Guilherme Boulos (PSOL), João Vicente Goular (PPL), Rodrigo Maia (DEM) e Paulo Rabello de Castro (PSC). A pesquisa foi realizada com 2.000 pessoas, entre os dias 19 a 23 de maio, aplicados em 121 municípios do país. A margem de erro é de 2,2% estimada num intervalo de 95% de confiança.

Região

A maior porcentagem de votos para o ex-presidente Lula (PT) seria na região nordeste com 56%, seguidamente de Jair Bolsonaro (PSL) 7%; Ciro Gomes (PDT) 7%; Marina Silva (Rede) com 6% e, por fim, Geraldo Alckmin (PSDB) 1%.

Gênero

Entre a população feminina entrevistada, nem Marina Silva (7%) ou Manuela d‘Avila (1%) não conseguiram conquistar o voto delas. Neste caso, Lula permanece em primeiro lugar com 43% do voto feminino, seguido de Jair Bolsonaro (8%), Ciro Gomes (4%), Geraldo Alckmin (4%), Álvaro Dias (1%) e por último, Henrique Meirelles (1%).

Com informações do Vox Populi.

Reportagem: Pedro Lima.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *