O juiz Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara da Justiça Federal em Brasília, determinou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seja ouvido por videoconferência no processo da Operação Zelotes que apura irregularidades na compra de caças suecos durante o governo Dilma Rousseff.
Lula será interrogado no dia 21 de junho , junto com o filho Luis Claudio, além dos lobistas Mauro Marcondes e Cristina Mautoni, também réus no processo.
O interrogatório é a fase final do processo, depois dele são feitas as alegações finais da defesa e do Ministério Público e o processo fica pronto para sentença.
Em abril, o juiz havia decidido que a videoconferência era uma possibilidade, que deveria ser fomalizada pela defesa com pedido feito com antecedência de pelo menos 10 dias – e que ainda seria avaliado.
Na nova decisão, o juiz afirmou “ser medida mais adequada a realização desse interrogatório por videoconferência”, descartando o interrogatório presencial.

Fonte: G1

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.