A reunião extraordinária da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa que analisaria a proposta do governo do Estado de reajuste de 1% para os servidores públicos do Executivo no início da tarde de hoje foi cancelada. Segundo fontes da Casa, a governadora Cida Borghetti (PP) teria decidido adiar novamente a votação da proposta. O motivo seria o risco de uma derrota para o governo, já que além da oposição e do bloco independente, parlamentares da base governista, em especial o grupo do deputado estadual e pré-candidato ao governo, Ratinho Júnior (PSD), articulam a aprovação de uma emenda à proposta do governo para elevar o aumento para 2,76%, equivalente ao índice de inflação dos últimos 12 meses.
O risco de derrota do governo na votação é real, segundo os parlamentares, já que 31 dos 54 deputados assinaram a emenda, que precisa de 28 votos para ser aprovada. Os líderes da oposição acusam a base do governo de esvaziar o plenário para tentar derrubar a sessão de hoje por falta de quórum, e assim, impedir a votação do reajuste.
O governo alega não ter condições de pagar a reposição da inflação, afirmando que isso ameaçaria o acordo de renegociação da dívida do Estado com a União. Os servidores do Executivo cobram o mesmo índice de reajuste oferecido aos funcionários dos demais poderes.

Fonte: Bem Paraná

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.