A indicação de Josué Gomes (PR) para vice na chapa de Geraldo Alckmin (PSDB) é comemorada pela equipe do ex-governador e pelos partidos de “Centrão” (PP, DEM, PR, PRB e SD), mas já gera desdobramentos entre os aliados mineiros de Alckmin.
Pois Josué Gomes, em Minas Gerais, é um nome visto como aliado ao petista Fernando Pimentel, atual governador de Minas Gerais e também candidato à reeleição. Aliás, Josué Gomes e Geraldo Alckmin conversaram nesta segunda-feira (23/07).
Os adversários de Pimentel na disputa pelo Palácio da Liberdade, como o senador tucano Antonio Anastasia está incomodado com a situação: quem acompanha as articulações lembra que Anastasia foi incentivado por Alckmin a sair candidato quando o ex-governador paulista ainda não contava com o lustroso acordo de apoio do “Centrão”.
Os defensores de sua candidatura pressionam Alckmin a subir em seu palanque alegando que Anastasia está com a imagem ligada a do senador Aécio Neves, flagrado pedindo R$ 2 milhões a Joesley Batista, enquanto Pacheco poderia capitalizar um discurso anti-corrupção.
“Não dá para ter tudo”, diz um aliado de Alckmin, sobre as escolhas de palanque do tucano.

Fonte: G1

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.