O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Distrito Federal mandou o Facebook apagar em até 24 horas um post compartilhado pelo ator Alexandre Frota a respeito do deputado distrital Chico Leite (Rede), pré-candidato do partido ao Senado. A justificativa é de que o conteúdo estava espalhando informações falsas. A decisão foi tomada na noite desta segunda-feira (23/07).
A publicação apontava que o parlamentar do DF seria favorável à prisão do juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos de primeira instância da Operação Lava Jato. Na postagem compartilhada por Frota, o parlamentar também foi chamado de “canalha”.
O pedido para apagar o conteúdo partiu do próprio deputado distrital, alegando ser alvo de informações falsas. Chico Leite também procurou a Polícia Civil para registrar queixa sobre o assunto.

Fonte: G1

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.