Questionada nesta sexta-feira (27/07) sobre a provável saída do PSDB da aliança de partidos que devem compor a coligação em sua campanha à reeleição, a governadora Cida Borghetti desconversou e disse que as decisões serão decididas na convenção do PP, dia 4 de julho.
A saída dos tucanos, em crise revelada no início da semana pelo deputado federal Ricardo Barros (PP), marido de Cida, também pode causar a saída de outros partidos da chapa, como PSB e até mesmo DEM. Cida ainda tem a maior de todas as coligações. Em entrevista à rádio CBN Londrina, nessa quinta-feira, o ex-governador Beto Richa, presidente estadual do PSDB e pré-candidato ao Senado, disse que a tentativa de afastar os tucanos da coligação causou “instabilidade e insegurança” aos partidos aliados.
Após evento da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Paraná (Faciap) em Curitiba nesta sexta-feira, Cida disse que seguiu “à risca” o que Richa traçou no governo, mas que as questões relacionadas à aliança serão resolvidas nas convenções do partido, até o dia 5 de agosto.

Fonte: Bem Paraná

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *