As incertezas no PT sobre quem, de fato, vai disputar a Presidência da República pelo partido devem afastar um aliado histórico neste ano. O PCdoB apoia o Partido dos Trabalhadores em eleições presidenciais há quase 30 anos, desde a campanha de 1989. Mas dirigentes da sigla afirmam que, neste ano, só desistem da candidatura própria caso se consolide uma união da esquerda. “Se todos os partidos se convencerem de que precisamos ir juntos, aí sim podemos repensar nossa candidatura”, afirmou a presidente do PCdoB, Luciana Soares.
A legenda deve confirmar nesta quarta-feira (01/08), em convenção nacional, a candidatura da deputada gaúcha Manuela D’Ávila. Acredita-se que ela pode puxar votos para deputados federais, o que aumenta verbas destinadas ao partido e tempo de televisão em próxima disputa.

Fonte: Gazeta do Povo

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *