Osmar Dias (PDT) desistiu de concorrer ao governo do Paraná. O ex-senador confirmou a renúncia à candidatura no fim da manhã desta sexta-feira (03/08).
A desistência provavelmente levará a disputa a ser decidida no primeiro turno. Os dois principais candidatos, Ratinho Jr. (PSD) e Cida Borghetti (PP), pensam que os votos dos demais candidatos não serão muitos e que, portanto, a briga será apenas entre eles, com Ratinho saindo muito na frente.
Osmar desiste depois de recusar o apoio do MDB e ver sua coligação minguar. O movimento do irmão, o presidenciável Alvaro Dias (Podemos), de se aliar com Ratinho Jr., parece ter sido o motivo decisivo para abrir mão da candidatura. Alvaro se coligou ao PSC. Acusado de traição ao irmão, chamou a crítica de provincianismo.
Na carta em que anuncia sua renúncia, Osmar diz que não disputará a eleição para nenhum cargo neste ano. Imaginava-se que ele poderia tentar o Senado. Resta saber se ele apoiará alguém, mas inicialmente parece que não.
Desde o princípio, Osmar disse que só aceitaria alianças se fossem baseadas em programa de governo. E que não “lotearia” seu governo, entregando vice, estatais e secretarias como promessa para garantir apoios.

 

Fonte: Gazeta do Povo

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.