A presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ministra Rosa Weber, admitiu o recurso da defesa do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva contra a decisão da corte que barrou sua candidatura da eleição de outubro.

Agora, a ação será analisada pelo STF (Supremo Tribunal Federal). 

A ministra, no entanto, negou pedido do PT para suspender o prazo para troca de Lula na chapa. Os advogados afirmam que a corte impôs o dia 11 como data limite para o PT trocar a candidatura de Lula, mas que, por lei, o prazo é dia 17 de setembro. 

Segundo Rosa Weber, com a admissibilidade do recurso, deixa de existir o “perigo na demora” em analisar o caso porque o ministro do STF já pode decidir sobre o assunto antes do dia 11. 

O relator do caso no STF é o ministro Celso de Mello.

A defesa de Lula deve fazer nesta segunda (10/09) com um novo apelo ao ministro pela manutenção da candidatura de Lula. 

O magistrado já rejeitou um pedido da defesa para suspender a decisão do TSE justamente porque o recurso não havia sido analisado por Rosa Weber.

Fonte: Folha de São Paulo

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.