O candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL) recebeu alta às 10h de sábado (29/10) após 23 dias internado. Ele estava internado no Hospital Israelita Albert Einstein, na Zona Sul de São Paulo, desde 7 de setembro, um dia após sofrer uma facada no abdômen durante ato de campanha e passar por cirurgia em Juiz de Fora (MG). Ele precisou passar por duas cirurgias desde então.

Ele não tem nenhuma contraindicação médica que o impeça de participar do último debate eleitoral da TV Globo, que está marcado para hoje (04/10). Na semana em que recebeu alta, o cirurgião Antonio Luiz Macedo, chefe da equipe médica que acompanhava o presidenciável no Hospital Albert Einstein, afirmou que Bolsonaro deixaria o local em “ótimas condições”, mas caberia a ele decidir sua agenda de campanha.

“Logo ele se recupera, e ele mesmo decide o que ele vai fazer (sobre participar ou não dos debates)” disse o médico. Questionado se haveria alguma recomendação médica para que Bolsonaro não compareça aos debates, o cirurgião disse que não.

De acordo com aliados, Bolsonaro demonstrava desejo de participar dos últimos debates, mas estava sendo desestimulado por exigir muito esforço.

Em casa, Bolsonaro segue, por recomendação médica, dieta leve, fisioterapia, exercícios respiratórios e caminhadas. De acordo com o cirurgião, a bolsa de colostomia poderá ser retirada em uma nova cirurgia em novembro.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.