A faculdade de Direito da Universidade Federal do Paraná aderiu na manhã desta sexta-feira (26/10) ao protesto contra o fascismo que vem se espalhando pelas universidades públicas do país. A sede histórica da UFPR, na Praça Santos Andrade, em Curitiba, amanheceu com uma faixa contra o fascismo.

A adesão é uma resposta dos alunos à ação de policiais que vêm retirando, por vezes sem mandado judicial, manifestações do mesmo gênero em outras instituições. Alegando que se trata de “propaganda eleitoral irregular”, a Polícia Militar e a Polícia Federal retiraram faixas semelhantes de outras universidades.

A alegação de que faixas contra o fascismo, sem nenhuma menção à eleição de domingo (28/10), seriam propaganda contra Jair Bolsonaro (PSL), aliás, parece um tiro no pé dos seus aliados no aparato de segurança: afinal, acaba-se admitindo que o candidato tem viés comparável ao fascismo.

Fonte: Gazeta do Povo

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.