Alvo de manifestação em Santarém (PA), o ministro da Educação Abraham Weintraub usou as redes sociais na noite desta segunda-feira (22) para se colocar como vítima de episódio em que foi cobrado pessoalmente sobre o corte de gastos e a política ambiental do governo Bolsonaro. Na semana passada, o ministro comemorou agressões promovidas pela políciacontra estudantes em Brasília.

“Pretendo passar alguns dias no Pará, Santarém, com minha família. Nossos três filhos pequenos de férias, jantando comigo e minha esposa em uma praça. Advinhem…os mesmos que se dizem defender os direitos humanos nos cercaram…as crianças ainda estão chorando!”, publicou o ministro, que ainda relacionou o episódio com uma suposta história de Che Guevara.

Weintraub foi alvo de protestos de indígenas e de moradores de Santarém enquanto passa férias no Hotel Belo Alter, pouco mais de três meses de tomar posse no comando do Ministério da Educação.

Reportagem: Revista Fórum.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.