A senadora Selma Arruda, que deixou o PSL de Jair Bolsonaro e foi para o Podemos, disse em entrevista à Época publicada neste domingo (22) que o bolsonarismo é “como se fosse uma seita”.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.