Segundo a coluna ‘Radar’, da Revista Veja, o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), já sabia das informações que foram reveladas pelo ‘Jornal Nacional’, da TV Globo, nesta terça-feira (29), indicando que o STF pode investigar um possível envolvimento do presidente Jair Bolsonaro com a morte da vereadora Marielle Franco. Witzel, que rompeu com Bolsonaro, estava ansioso para ver as informações divulgadas.

“O governador do Rio, Wilson Witzel, soube com antecedência das provas colhidas pela polícia do Rio sobre o surgimento do nome do presidente na investigação do assassinato de Marielle Franco. Na semana passada, segundo um interlocutor relatou ao ‘Radar’, o governador não escondia a euforia com os fatos revelados nesta terça-feira pelo Jornal Nacional”, diz nota publicada pela Veja.

Witzel, eleito com o apoio de Jair Bolsonaro, viu a base do presidente se afastar após críticas feitas pelo governador ao ex-capitão. O ex-juiz se envolveu em uma polêmica durante as eleições do ano passado ao participar de um ato em que dois deputados do PSL romperam uma placa com o nome de Marielle.

Reportagem do site Revista Fórum.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.