A presidenta do PT, Gleisi Hoffmann, disse em entrevista à coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo, no sábado (16), que o partido não se fechou a alianças com outras legendas, em especial para construir oposição ao presidente Jair Bolsonaro.

“Em nenhum momento ele [Lula] fechou as portas para alianças com partidos de uma frente ampla de oposição a Bolsonaro”, disse Hoffmann, mencionando a fala recente do ex-presidente Lula, durante a Executiva Nacional do PT em Salvador, afirmando que o PT “não nasceu para ser partido de apoio”.

Na ocasião, Lula também afirmou que o partido não deve abrir mão de seu protagonismo e que deve lançar candidatos em todas as cidades possíveis na eleição municipal de 2020 “para defender o seu legado”. Ainda, que os possíveis adversários não vão tirar o partido da disputa eleitoral.

“Lula fez um discurso para o PT, foi a primeira fala dele para o PT. Foi para estimular o partido, pedir a defesa do legado”, explica Gleisi.

“Onde esses partidos tiverem candidatos mais fortes do que nós, nós vamos fazer o esforço para construir”, diz Gleisi. “Sempre levando em conta qual é o papel e o espaço do PT nessa formação”, conclui.

Revista Fórum.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.