Com o fim dos talões do EstaR (Estacionamento Regulamentado) em Curitiba, a capital paranaense entra em nova fase: a dos aplicativos ou apps para estacionar nas vias públicas do centro da cidade. A prática digital já acontece em quatro capitais brasileiras (São Paulo, Salvador, Fortaleza e Belo Horizonte), todas atendidas com grande aceitação pela Zul Digital, que é a primeira empresa interessada em ofertar o serviço por aqui.

Com experiência no serviço desde janeiro de 2017, quando implantou o app em São Paulo, a Zul Digital tem os apps mais bem avaliados em todas as cidades em que atua.

De acordo com a empresa, no projeto EstaR Zul Digital para Curitiba, é proposto a facilidade para os usuários, uma vez que simplifica a jornada de estacionamento. “Nosso app é focado na experiência do usuário e proporciona a rapidez sem complicações, visando incluir pessoas que não tem tanta familiaridade com os apps em celulares. O cadastro é feito em duas telas e a compra é feita no momento do estacionamento”, explica André Brunetta, sócio-fundador da Zul Digital e um dos idealizadores do app. Assim o usuário não precisa mais sair do carro em busca de alguma loja ou casa lotérica que venda o cartão do EstaR. Consegue resolver tudo na palma da mão, ainda dentro do carro.

Segundo a empresa, diante da mudança cultural que os apps vão exigir do consumidor, o EstaR Zul Digital tem como um de seus pilares o respeito ao consumidor final, com a democratização do pagamento. Além dos meios de pagamento exigidos no edital – crédito e boleto bancário, o EstaR Zul Digital terá outros: cartão de débito, transferência bancária e também por carteiras digitais como Google Pay e Apple Pay.

Outra preocupação da empresa é com a privacidade e segurança dos dados, uma vez que seu sistema conta com uma forte política de privacidade, visando a prevenção de fraudes nas transações. “Estamos agindo de acordo com a LGPD para manter os nossos usuários confiantes em todas as suas transações”, afirma Brunetta.

Com a documentação jurídica e técnica já aprovada pela URBS, o app EstaR Zul Digital está na fase de testes e faz sua homologação em 28 de janeiro, podendo ser disponibilizado já em fevereiro para os usuários. Segundo Brunetta, haverá um período de transição entre os talões de papel e o app, que deve ser substituir a antiga prática em pouco tempo na capital paranaense.

Redação, com assessoria.

Imagem: divulgação.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.